Claudio Souza Pinto
03/08/2016
O artista transforma situações do dia a dia com filtro surrealista e cria imagens fantásticas e bem-humoradas.

ARTE SURREALISTA

Paulistano, Claudio Souza Pinto é artista desde criança. Aos 11 anos fez sua primeira tela. É surrealista, com grande influência de Da Vinci e Bosh. Suas telas falam de amor, de sentimentos que alegram a vida das pessoas, sendo conhecidas nos círculos artísticos e intelectuais de toda a Europa, pois em 1997, no Salão de Outono de Paris, maior salão de arte europeu, foi escolhido entre oito mil artistas de todo o mundo. Foi premiado na Bienal da Turquia, EUA, e em recente Exposição no Louvre, sendo escolhido em 2011 como o melhor artista em pintura. Representou a arte do Brasil em uma exposição na Alemanha.  Lançará a capa do CD “Magic” de Sérgio Mendes. Recentemente, foi premiado em Londres, Espanha, Portugal. Em sua obra, o homem está sempre presente, mesmo que seja em estado de espírito. Encanta Yves Bayard, o arquiteto do Museu Nacional de Arte Contemporânea de Nice, e Jacques Bral, diretor de cinema premiado no festival de Cannes.

O artista também faz esculturas, ilustrações, peças de design, maquetes e fotografias. Transforma situações do dia a dia com filtro surrealista e cria imagens fantásticas e bem-humoradas. É colorido e criativo, com refinamento. Para ele, “não somos o que realmente queremos ser, e sim o que a sociedade nos impõe... o teatro da vida”. Suas pinturas revelam os sentimentos do ser humano sob as máscaras do cotidiano. As vestes coloridas, traçadas com boa dose de sensibilidade e humor, representam os sentimentos. Ao invés de rostos, máscaras; ao invés de corpos, comportamentos são evidenciados. Sua pintura tem linguagem que “conversa” e “brinca” com o observador. O forte contraste entre as cores evidencia a harmonia e a profundidade das obras, característica que mexe com os sentimentos de quem as vê. Assim, sua obra tem grande sensibilidade, leveza e alegria, com mensagens que todos podem entender.

www.claudiospinto.com

Claudio Souza Pinto